Bichos

de Rui Lopes Graça

2016

BICHOS

 

A nossa existência tem uma duração reduzida e limitada. Como vivemos esse tempo e aproveitamos essa possibilidade? Somos anexados por um padrão normativo que, tal como com Mago, leva à anulação individual perdendo assim uma essência selvagem ou nos tornamos num agente, que como Vicente, persegue um ideal de liberdade de sermos nós, plenos de independência e inconformismo.

BICHOS, é um espetáculo trabalhado a partir da obra homónima de Miguel Torga, que pretende abordar questões fundamentais sobre a sociedade e a própria existência.

Animais humanizados ou humanos quase animalizados, aparecem aqui em luta consigo mesmo, com o meio em que vivem e com o Divino. Diferentes entre si nas suas particularidades, estes bichos são todos parte da mesma Arca de Noé; sítio e terra mãe onde todos caminham numa luta igual pela vida e pela liberdade. São dilemas humanos, mas partilhados quer pelos homens quer por animais em que o Homem é mais um bicho entre outros e não ocupa um lugar privilegiado.

Em Torga, a evolução afastou o Homem da natureza, condenando-o à perdição e, com BICHOS, viaja em busca da sua essência selvagem, da pureza dos instintos, pondo em causa Deus, liberdade, sociedade e a relação do individuo com elas.

Pensando que nenhum tem um lugar especial na criação, aqui relembramos que viver não basta. A dignidade humana obriga a que, a vida só valha a pena em plena liberdade; que a rebeldia que não aceita domesticações ou conformismos, é o meio seguro para cada um encontrar o seu papel no coletivo, sem perder a sua liberdade.

(Rui Lopes Graça)

 

 

Ficha Artística

Coreografia: Rui Lopes Graça

Direção artística: Henrique Amoedo

Intérprete: Aléxis Fernandes, Bárbara Matos, Joana Caetano, José Manuel Figueira, Nuno Borba, Pedro Alexandre Silva, Ricardo Meireles, Sofia Marote e Telmo Ferreira

Assistente de ensaio: Cristina Baptista e Telmo Ferreira

 

Desenho de luz: Nuno Meira

Montagens e operação de luz: Maurício Freitas

Desenho de projeção: Carolina Caetano

Desenho de som: Rui Lopes Graça

 

Desenho gráfico: Melissa Corrêa / Niponica

Máscaras: Robert Allsopp and Associates

Fotografia: Júlio Silva Castro

 

Realização: AAAIDD

Apoio à produção: Natércia Kuprian / AAAIDD 

Co-producão: Câmara Municipal do Funchal e Grupo Sousa

 

Duração: 50 minutos

Indicado: + de 3 anos

Estreia mundial: 29/01/2016   Teatro Municipal Baltazar Dias   Funchal (Portugal)

Bichos

Bichos

Publicado a 21 Setembro, 2017

1844 Visualizações

Categoria:

Repertório