Desafinado

de Paulo Ribeiro

2011

DESAFINADO

 

Imagino que a maior parte dos meus colegas terá sentido o mesmo que eu ao ser convidado para criar para o grupo Dançando com a Diferença, que é ou terá sido uma enorme apreensão.

Com uma vasta experiência em trabalhar com profissionais de múltiplos e reconhecidos talentos, de repente podemos sentir-nos completamente desarmados e perdidos com esta realidade que desconhecemos.

Nos primeiros dias somos, ou melhor fui várias vezes assolado por uma dúvida tão premente que me impelia a desistir. Depois a pouco e pouco uma qualidade humana ímpar foi preenchendo todas as dúvidas e foi dando lugar a um pulsar vital cheio de genuína força, vontade e desejo de construir uma festa ímpar, cheia de segredos, surpresas e sobretudo uma discreta felicidade que só aqueles que conhecem o verdadeiro sentido da vida podem se dar ao luxo de celebrar.

Fomos desafinando cheios da convicção de que num País cronicamente anacrónico o desafinado é privilégio daqueles de quem no fundo do peito bate um coração.

(Paulo Ribeiro)

junho / 2011

 

Excertos do texto da escritora e crítica de dança Claudia Galhós

“O gesto é partilha. Para além do movimento óbvio do corpo. E em uníssono, música e dança, falam a mesma língua, no encontro de muitos sons, ritmos, sinais de cumplicidade, aproximações e afastamentos… São variações de movimentos da família dos afectos, na procura da vivência de uma maravilhosa dissonância”.

“O corpo que sempre esteve em causa, na obra de Paulo Ribeiro e Leonor Keil como agora com a Dançando com a Diferença, é um corpo habitado de vida. Humano. Por isso, para ver isto que está em causa, o olhar precisa de disponibilidade para ver para além do óbvio.”

junho / 2011

 

 

Ficha Artística

Criação: Paulo Ribeiro com a colaboração de Leonor Keil

Intérprete: Bárbara Matos, Fátima Trindade, Joana Caetano, Juliana Andrade, Luísa Aguiar, Maurício Freitas, Mickaella Dantas, Pedro Henrique Amoedo e Telmo Ferreira

Direção artística: Henrique Amoedo

 

Direção musical: DRUMMING GP com Miquel Bernat e António Serginho

Figurinos e desenho de luz: Paulo Ribeiro e Maurício Freitas

Costureira: Fátima Trindade

Ensaiador: Henrique Amoedo

Ensaiador / música: Juliana Andrade e Pedro Henrique Amoedo

Assistente de palco: Fátima Trindade, Luísa Aguiar e Maurício Freitas

Operação de luz: Maurício Freitas

Operação de som: Miguel Vasconcelos

 

Criação inserida no Centro das Artes Global

 

Duração: 50 minutos

Indicado: todas as idades

Estreia absoluta: 16/06/2011  Centro das Artes Casa das Mudas   Calheta (Portugal)

Desafinado

Desafinado

Publicado a 29 Março, 2018

2981 Visualizações

Categoria:

Repertório