Estreia - GABO de Patrick Murys

E se da imperfeição da realidade, tal como a vivemos, criássemos uma ficção? Um  lugar onde a crueza dos corpos se compõe em conjunto com a potência do nosso imaginário?


“GABO”, uma criação do Dançando com a Diferença, é um espetáculo infantojuvenil e familiar onde as diferenças são colocadas em evidência para que os jovens e crianças possam fazer a sua própria análise. O nome do espetáculo é também o nome da marioneta que, assim como os seus companheiros bailarinos, percorre o palco para questionar os seus próprios limites e o seu lugar.


Notícias

Comunicação e Atividades da Associação


Agenda

O calendário com as próximas Atuações, Aulas, Conferências, Entrevistas, Espetáculos, Eventos, Festivais e Workshops

©️ Carlos Fernandes | GABO de Patrick Murys
Daqui a 1 semana 10:30

GABO de Patrick Murys (45 mins.)

E se da imperfeição da realidade, tal como a vivemos, criássemos uma ficção? Um lugar onde a crueza dos corpos se compõe em conjunto com a potência do nosso imaginário?
Espetáculo Viseu Teatro Viriato
©️ Carlos Fernandes | GABO de Patrick Murys
Daqui a 1 semana 10:30

GABO de Patrick Murys (45 mins.)

E se da imperfeição da realidade, tal como a vivemos, criássemos uma ficção? Um lugar onde a crueza dos corpos se compõe em conjunto com a potência do nosso imaginário?
Espetáculo Viseu Teatro Viriato
©️ Carlos Fernandes | GABO de Patrick Murys
Daqui a 1 semana 15:00

GABO de Patrick Murys (45 mins.)

E se da imperfeição da realidade, tal como a vivemos, criássemos uma ficção? Um lugar onde a crueza dos corpos se compõe em conjunto com a potência do nosso imaginário?
Espetáculo Viseu Teatro Viriato
©️ Carlos Fernandes | GABO de Patrick Murys
Daqui a 2 semanas 15:00

GABO de Patrick Murys (45 mins.)

E se da imperfeição da realidade, tal como a vivemos, criássemos uma ficção? Um lugar onde a crueza dos corpos se compõe em conjunto com a potência do nosso imaginário?
Espetáculo Viseu Teatro Viriato
©️ Carlos Fernandes | GABO de Patrick Murys
Daqui a 2 semanas 21:00

GABO de Patrick Murys (45 mins.)

E se da imperfeição da realidade, tal como a vivemos, criássemos uma ficção? Um lugar onde a crueza dos corpos se compõe em conjunto com a potência do nosso imaginário?
Espetáculo Viseu Teatro Viriato